Início Especial Canela tem recorde de nascimentos em março

Canela tem recorde de nascimentos em março

Foto: Reprodução
Continua depois da publicidade

Próximo do mês das mães e da Semana do Bebê, fica alerta para falta de planejamento familiar

Foto: Reprodução – Foram 69 nascimentos no mês de março

Canela registrou recorde de nascimentos no último mês de março e os números de 2018 acendem a luz amarela para a falta de planejamento familiar na cidade.
Somente no mês de março, 42 meninos e 27 meninas nasceram na maternidade do Hospital de Caridade de Canela. A cidade nunca tinha registrado número tão elevado em um único mês. Neste ano de 2018, até o início desta semana foram 182 nascimentos, 30% do total de 2017.
Os números de Canela caminham na contramão do que vem acontecendo no país, que ano a ano reduz seus índices de natalidade, e do que vinha acontecendo no próprio município, uma vez que os nascimentos vinham reduzindo desde 2014.
Outro dado alarmante é que 30% das mães que dão a luz em Canela têm 20 anos ou menos, destas, a metade é menor de idade.
Segundo Clarice Boschetti, da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura de Canela, estes números podem ser ainda maiores, já que gravidezes de risco acabam sendo atendidas em grandes centros, como Caxias do Sul e Porto Alegre, não entrando nas estatísticas, bem como partos realizados através de planos ou pagamento particulares, nos quais as gestantes optam por Gramado, por exemplo.

Planejamento familiar
Clarice Boschetti explica que métodos anticoncepcionais tais como preservativos, pílulas, injetáveis e DIU estão à disposição, gratuitamente, em todas as unidades de saúde.
Porém, na proximidade da comemoração do mês das mães e da realização da Semana do Bebê de Canela, é clara a necessidade da ampliação dos programas de planejamento familiar no município, da divulgação deste atendimento na rede municipal.

Foto: Reprodução – Serão necessárias mais vagas na educação infantil, mais vagas na rede municipal de ensino, qualificação desta mão de obra e ocupação no mercado de trabalho

Como será o futuro?
Em março, o contraponto ficou evidente, 69 nascimentos contra 24 óbitos na cidade.
O aumento populacional, sem planejamento vai trazer uma realidade cruel para o médio e longo prazo.