Início Cidade Projeto social ensina música e teatro a 240 crianças

Projeto social ensina música e teatro a 240 crianças

Fotos: Rita Souza – Oficina de flauta doce é uma das atividades
Continua depois da publicidade

Uma iniciativa do Instituto Social Florybal atende 240 crianças e adolescentes do 1º ao 8º ano, no turno inverso ao da escola, em um espaço próprio, onde são desenvolvidas gratuitamente atividades artísticas de musicalização, lúdico pedagógicas e de preparação para o trabalho, para que os beneficiados possam efetivamente exercer sua cidadania.
As ações acontecem numa parceria com a Secretaria de Educação, Esporte e Cultura de Canela que disponibilizou o espaço, junto ao antigo Senai, e o transporte de crianças e adolescentes de 6 a 16 anos, estudantes das Escolas Municipais Ernesto Dornelles (Vila Boeira), Dante Bertoluci (São Luiz), Severino Travi (Distrito Industrial) e Barão do Rio Branco (Saiqui).
O projeto intitulado Vida Mágica Florybal tem coordenação geral de Janete Mayer Cardoso, presidente do Instituto Social Florybal e coordenadora técnica de Cristiane Drumm Müller.

As atividades
Os estudantes recebem gratuitamente cursos e oficinas de musicalização: canto coral e instrumentos: flauta-doce, teclado, violão, violino e percussão; além de oficinas lúdicas de teatro.
O projeto acontece através de encontros diários no turno inverso ao da escola sendo, portanto, necessária a frequência da criança ou adolescente na rede pública de ensino. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 10h30min, e das 13h30min às 16h15min. Os estudantes passaram por todas as atividades propostas e agora podem frequentar até duas oficinas ou cursos.
João Victor Silva Magalhães, 10 anos, estudante da Escola Dante Bertolucci frequenta as aulas de teatro e teclado. “Estou gostando do projeto e quero aproveitar bem essa oportunidade” comenta o jovem.
Os cursos e oficinas acontecem com aulas teóricas e práticas de musicalização, instrumentos e artes, teatro, dança, artesanato e culinária.

Fotos: Rita Souza – A Prefeitura acompanhou algumas atividades de musicalização