Início Cultura Gramado estende o tapete vermelho a partir de hoje no Festival de...

Gramado estende o tapete vermelho a partir de hoje no Festival de Cinema

Foto: Diego Vara/Divulgação
Continua depois da publicidade

Inicia hoje o Festival de Cinema de Gramado, mas as entradas para a sessão do primeiro sábado, 18, são as mais disputadas pelo público na bilheteria virtual do evento, onde estão sendo comercializados os ingressos. A grande procura para a noite em que ocorrerá a primeira homenagem desta edição – com a entrega do troféu Eduardo Abelin ao cineasta de animação Carlos Saldanha – pode fazer com que rapidamente se esgotem os lugares ainda disponíveis.
Além da honraria a Saldanha, o primeiro sábado de exibições no Palácio dos Festivais apresentará dois curtas e dois longas-metragens em competição, respectivamente “Um Filme de Baixo Orçamento” e “Guaxuma”, além da ficção estrangeira “Las Herederas” e do brasileiro “Benzinho”, de Gustavo Pizzi.

Foto: Reprodução
Natalia Oreiro recebe
o Kikito de Cristal

Já a atriz uruguaia Natalia Oreiro será a detentora do do Kikito de Cristal em 2018, troféu que celebra expoentes do audiovisual latino-americano. Estrela de cinema, celebridade televisiva e ainda cantora pop de sucesso, Oreiro gravou seu primeiro longa em 1998, e recentemente entregou ao público um dos seus mais célebres trabalhos: a cinebiografia “Gilda, no me arrepiento de este amor”, sobre a cantora e compositora argentina Gilda. O papel lhe rendeu o prêmio de melhor atriz pelo voto popular no Prêmio Platino em 2017. Oreiro recebe a homenagem na noite de quarta-feira, dia 22 de agosto.
Além de assistir aos filmes em competição e às cerimônias de homenagens e premiações, quem comprar as entradas poderá ter a experiência de desfilar pelo emblemático tapete vermelho do Festival de Cinema de Gramado, onde passam atores, atrizes e realizadores do cinema brasileiro e internacional.

Confira os convidados que já confirmaram presença no festival
– Jesuíta Barbosa (“O Grande Circo Místico”)
– Marieta Severo (“A Voz do Silêncio”)
– Drica Moraes (“O Banquete”)
– Adriana Esteves (“Benzinho”)
– Ísis Valverde (“Simonal”)
– Daniel de Oliveira (“10 Segundos Para Vencer”)
– Mariana Ximenes (“O Grande Circo Místico”)
– Mariana Lima (“O Banquete”)
– Otávio Müller (“Benzinho”)
– Marcos Frota (“O Grande Circo Místico”)
– Osmar Prado (“10 Segundos Para Vencer”)
– Bruna Linzmeyer (“O Grande Circo Místico)

Foto: Reprodução
Edson Celulari

Agenda de homenagens
Sábado, 18 de agosto – Troféu Eduardo Abelin para Carlos Saldanha
Segunda-feira, 20 de agosto – Troféu Oscarito para Edson Celulari
Quarta, 22 de agosto – Kikito de Cristal para Natalia Oreiro
Sexta, 24 de agosto – Troféu Cidade de Gramado para Ney Latorraca

Luz, câmera, ação: estrelas do cinema Gramadense brilham no 46º Festival de Cinema

Os holofotes do 46º Festival de Cinema de Gramado estarão apontados para os grandes artistas do Brasil e de países latino-americanos, mas também para aqueles que fazem do mundo cinematográfico uma alternativa de aprendizado, através do EducaVídeo. Os 78 alunos participantes do projeto terão a experiência de estar onde muitos atores, diretores e produtores sonham em estar: no maior festival do Brasil ligado ao cinema.
Em 2018, eles levaram seis produções para uma mostra não competitiva das obras, com a participação dos pais dos alunos, professores e autoridades municipais, na noite de ontem.
A principal produção apresentada será o documentário Corrida Pela Vida: uma jornada de gratidão. Já as outras cinco produções são curtas-metragens: O Bosque, Adágio, O veneno, O Valentim e Uma vovó fora do normal.

Para a gravação e edição dos materiais, os estudantes contaram com um importante reforço na produção: a vinda de mais de 40 equipamentos, entre eles, câmera 4k, kit de lentes, baterias, HDS, filtros, tripé, microfone, gravador de som digital, monitores, mesa digitalizadora com caneta profissional e fresnel (equipamento de luz), garantidos pelo Prefeito João Alfredo Bertolucci, o Fedoca, em 2017, com o governo federal. Os equipamentos representam mais de R$ 500 mil.
Com um ou cinco anos de EducaVídeo, a emoção ao entrar no Palácio dos Festivais na noite de exibições é a mesma. A aluna Ticiane da Silva, 14, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Maximiliano Hahn, está há quatro anos no projeto e é a prova viva disso. “A sensação de se ver na tela é muito estranha, é uma mistura de nervosismo com uma ansiedade boa. A gente sabe exatamente o que vai ver, mas dá aquele frio na barriga, dá pra lembrar de cada detalhe, de todos os dias de gravação”, conta a jovem.

Foto: Reprodução