Início De Prosa e Verso De Prosa e Verso por Fabiano Hanel: Está atada, a carreira. Parte...

De Prosa e Verso por Fabiano Hanel: Está atada, a carreira. Parte I

Continua depois da publicidade

O povo rio-grandense tem a sua fala carregada de expressões e palavras próprias, influência dos primitivos habitantes, ameríndios, colonizadores espanhóis e portugueses e dos povos africanos que compulsoriamente exerceram diversas funções ligadas ao trabalho nas estâncias, um vocabulário vasto de uma riqueza cultural infinita.
No livro: FOLCLORE DO RIO GRANDE DO SUL do escritor Dante de Laytano encontrei expressões ligadas às carreiras, vocabulário único destas pencas, apreciem:
Laço de chegada – Ponto final da carreira
Largada – Saído do cavalo
Levantar – Adelgaçar o animal
Largador – Lugar de onde os parelheiros iniciam a carreira. O mesmo partidor.
Luz – Espaço compreendido entre a cola do cavalo que corre na frente e a cabeça do que vai atrás.
Levar na parada – Associar-se a alguém na parada, tomando uma cota determinada.
Mau jogo – Trapaça, mau procedimento do corredor
Não olhar pêlo nem marca – Não temer nenhum competidor
Não roçar pêlo – Correr o cavalo vencedor sempre na frente.
Nem vai ser carreira – Expressão análoga a: “Vai ser um roubo”.
Orelha livre – Condição segundo a qual, para se proclamar ganha carreira, basta, apenas, que as orelhas do vencedor excedam às do outro de um espaço mínimo.
Alevinar – Treinar um cavalo para que fique mais leve.
Atar carreira – Ajustar, contratar uma carreira
Aligeirar – Treinar o parelheiro de modo a torná-lo mais veloz.
Abrir boqueirão – Adiantar-se ao cavalo do seu competidor, de maneira que resulte grande espaço entre eles.
Abrir-se – Afastar-se o cavalo do trilho no qual é obrigado a correr.
Abrir-se na frente – Afastar-se o cavalo que vem correndo na frente, quando já dava mostra de vitória.
Abrir o jogo – Desfazer o jogo.
Balisas – Marcas que assinalam o começo e o fim da cancha.
Bagaceiro – O cavalo que chega por último.
Bucha por se destapar – Parelheiro que ainda não se revelou com tal.
Botar a corrida fora – Fazer perder, por imperícia, uma carreira.
Chico a grande – Peso de criança contra de adulto.

Na próxima volteada iremos novamente atar a carreira pois as expressões são tantas que ainda faltam um punhado.

Mil Gracias!