Início Geral Vigilância em saúde alerta sobre o risco de acidentes com animais peçonhentos

Vigilância em saúde alerta sobre o risco de acidentes com animais peçonhentos

Continua depois da publicidade

Nos meses mais quentes e chuvosos, há um aumento no número de acidentes por animais peçonhentos em relação aos demais meses do ano. Nos últimos 15 anos foram registrados mais de 60 mil acidentes com animais peçonhentos como serpentes, aranhas, escorpiões e lagartas no Rio Grande do Sul.

Os animais peçonhentos mais comuns na nossa região são as aranhas Marrom e aranhas armadeiras, ambas com venenos potentes, podendo causar inclusive o óbito. A Aranha-Marrom é uma aranha que gosta de se esconder em cobertas, sapatos, peças de roupas. Ela é pequena, mas um dos venenos mais perigosos no mundo dos aracnídeos. A Aranha Armadeira já é bem mais agressiva, com tendências a atacar qualquer ameaça, ela gosta de se esconder em entulhos, lenha, tijolos, mas pode ser encontrada dentro de casa também.

Outros animais que pode ser encontrado na região são as cobras Jararaca, Cruzeira, Coral e Cascavel, mas são mais comuns na região rural.

Em casos de acidentes com esses animais, a emergência deve ser procurada imediatamente. Uma dica útil na hora do atendimento, é identificar o animal.

Foto: Reprodução