Início Saúde Dívidas do HCC chegam a R$ 13 milhões

Dívidas do HCC chegam a R$ 13 milhões

Foto: Filipe Rocha
Continua depois da publicidade

Prefeitura divulga primeiros números após intervenção no Hospital de Canela

O prefeito Constantino Orsolin convocou a imprensa para uma entrevista coletiva sobre os primeiros dias de intervenção municipal no Hospital de Caridade de Canela. Orsolin destacou que a casa de saúde é um órgão que não pertence à Prefeitura, mas, que pela sua importância para a comunidade, entendeu pela intervenção.

Todo o trâmite administrativo seguiu em sigilo, segundo o Prefeito, mas a iniciativa foi apoiada pela sua equipe de trabalho.

Parte do orçamento de cada secretaria será reduzida para poder ampliar os serviços oferecidos no Hospital”, destacou o prefeito, citando o exemplo da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, que abriu mão da realização de uma Festa de São João e repassou estes valores do orçamento para aporte ao HCC, cerca de R$ 192 mil.

Decisão administrativa e urgente

O secretário Municipal da Saúde, Vilmar Santos, destacou que a decisão foi totalmente administrativa, “sem atos políticos, até em respeito aos voluntários que, até então, vinham conduzindo o Hospital dentro de suas possibilidades”.

Os números divulgados na coletiva são preliminares, pois ainda não foi possível fazer um diagnóstico completo da saúde financeira do HCC. “A dívida acumulada chega aos R$ 13 milhões”, afirmou Vilmar, ressaltando que a Prefeitura deve se focar em ampliar o atendimento do hospital e manter as contas em dia a partir da intervenção. “Não iremos realizar nenhum pagamento atrasado, esta é uma intervenção pontual e temporária, não estamos municipalizando o hospital”, disse.

Ainda, segundo Vilmar, havia “risco iminente à saúde pública”, se referindo a um possível fechamento do hospital, que fechou o mês de abril com R$ 416 mil de deficit.

A partir do início do mês de maio, foi paga a folha de pagamento e os direitos sociais, INSS e FGTS. Estes encargos não eram depositados desde 2016, quando o hospital realizou um parcelamento não pagou as guias novas.

Estamos verificando o número de funcionários e os salários pagos atualmente”, explicou o secretário, “neste primeiro momento ficamos aliviados, pois coisas que eram ditas, como pagamento de salários astronômicos não foram confirmadas”, por outro lado, estão sendo adotadas medidas para fazer o HCC ter receitas que foram perdidas. “Estamos conversando com os médicos da cidade, que realizavam consultas e procedimentos particulares e de convênios para que voltem a utilizar o HCC e gerem receita para a instituição”.

O HCC em números

R$ 1 milhão! Este é o cálculo do custo mensal do Hospital de Caridade de Canela, sem contar férias e décimos terceiros, segundo a avaliação de Vilmar Santos. “Cerca de R$ 500 mil é a folha de pagamento, mais algo em torno de R$ 400 mil com médicos plantonistas. Com os médicos que realizam as cirurgias eletivas (aquelas que não são de urgência e emergência), o Hospital possui cerca de meio milhão de pagamentos atrasados, os quais estamos tentando renegociar para estes serviços não sejam paralisados”, explicou.

Foto: Eduardo Idalino

Situação era muito difícil

Para se ter uma ideia da dificuldade financeira do HCC, Vilmar citou um pedido de empréstimo de medicamentos à Prefeitura, necessários para poder deixar o plantão funcionando em um final de semana. O pedido poderia ser comprado com R$ 400,00, mas o hospital não dispunha daquela quantia naquele momento.

Os interventores já realizaram a readequação do estoque da farmácia com o aporte de R$ 45 mil, que é a necessidade para operação por 15 dias. Ainda, alguns equipamentos faltantes foram repassados pela Prefeitura, pois são os mesmos usados nas Unidades Básicas de Saúde e estavam em estoque no município.

Agora, interventores e comunidade aguardam a finalização do diagnóstico financeiro e administrativo do Hospital de Canela, o qual não em data para ser finalizado.