Início Polícia Polícia Civil de Canela identifica autor de homicídio ocorrido no sábado

Polícia Civil de Canela identifica autor de homicídio ocorrido no sábado

Continua depois da publicidade

O homem é morador de Canela e alegou legítima defesa após uma briga de bar

A Polícia Civil de Canela considera esclarecido o crime de homicídio ocorrido no início da manhã deste sábado (06), em que a vítima Jonatas Oliveira de Lima, de 30 anos de idade, sofreu golpes de faca por volta das 5h30min, quando se encontrava em uma parada de ônibus localizada na Rua Dom Luiz Guanela, em frente ao Posto do Nico. Após sofrer as facadas, a vítima atravessou a rua em direção ao comércio local, onde acabou falecendo antes de receber socorro.

O autor das facadas foi identificado pela Polícia Civil nesta segunda-feira (08), tendo se apresentado no dia seguinte para interrogatório. Ouvido pelos policiais, o autor confessou ter agredido a vítima com golpes de faca, alegando legítima defesa após briga ocorrida em um bar nas proximidades.

Imagens do crime foram captadas por câmeras de segurança no local dos fatos e foram juntadas ao inquérito policial.

O homem que desferiu as facadas foi liberado pela lei, pois não houve configuração de flagrante. Segundo apurado, autor e vítima já se conheciam e mantinham desavenças. Na noite dos fatos, encontraram-se em um bar, tendo Jonatas aplicado golpe com garrafa na cabeça do autor do homicídio.

O Delegado Vladimir Medeiros, titular da Delegacia de Polícia de Canela e responsável pelas investigações, refere que a equipe de policiais trabalha no caso desde a madrugada de sábado, logo após acionada a Polícia Civil. A autoridade policial refere que, por se tratar de crime grave e ocorrido no centro da cidade, a Delegacia de Polícia atua no caso de forma prioritária e deve ouvir, ainda nesta semana, todos os investigados e testemunhas do fato.

Segundo apurado, autor e vítima já se conheciam e mantinham desavenças. Na noite dos fatos, encontraram-se em um bar, tendo Jonatas aplicado golpe com garrafa na cabeça do autor do homicídio.