Início Saúde Alternância de temperaturas exige cuidados com a saúde

Alternância de temperaturas exige cuidados com a saúde

Continua depois da publicidade

O inverno é a estação mais fria do ano na qual as infecções respiratórias mais se manifestam. Este ano, mesmo com o clima caracterizado por alternâncias de temperatura, é preciso tomar cuidados, alerta o pneumologista Marcos Vogt (foto), da rede municipal de saúde de Canela.

Segundo ele, ambientes aglomerados favorecem a transmissão de vírus. Ao contrário do que muita gente pensa, eles devem permanecer arejados mesmo no frio para a circulação de ar. Outra questão diz respeito às vacinas contra a gripe, que devem ser tomadas logo após o anúncio das campanhas, no início do inverno, para melhor eficácia.

“Mas é fundamental manter o equilíbrio de temperaturas”, aconselha o pneumologista. Um exemplo é a pessoa ligar o ar-condicionado na temperatura máxima dentro de casa e depois sair encasacado com a temperatura externa beirando a graus negativos. “Não adianta acender o fogão e querer que o calor produzido seja tão quente, a ficar de camiseta dentro de casa. É inverno, e algum frio a gente tem que passar”, completa.

Apesar de todos os cuidados, ninguém está imune a algum resfriado que seja, mas é possível garantir uma passagem tranquila pela estação fria. Aí também entra a alimentação variada, mesmo que o inverno nos incline a consumir alimentos muito calóricos. Também é preciso lavrar as mãos. “São coisas básicas que as pessoas não fazem”, diz o médico, ao alertar sobre o tabagismo como fator de risco para as doenças respiratórias.