Início Polícia Homem que levou nove tiros era a “pessoa errada”, diz Polícia Civil

Homem que levou nove tiros era a “pessoa errada”, diz Polícia Civil

Aldair Telles Foto: Reprodução
Continua depois da publicidade

A Polícia Civil de Canela considera parcialmente esclarecida a tentativa de homicídio contra Aldair Telles (foto), na última terça-feira (17), na Rua da Fraternidade, no Bairro São Lucas, alvejado com  nove disparos de arma de fogo, sendo atingido em diversos locais do corpo (rosto, ombro, abdômem e perna).

Segundo a DP Canela, ele se encontra estável e consciente.

Dois investigados chegaram a ser interrogados na Delegacia de Polícia de Canela. Dentre os suspeitos, há três menores de idade.

Segundo apurado pela Seção de Investigação, os criminosos pretendiam matar uma testemunha do homicídio praticado e Canela no último sábado. Ao chegar à casa do alvo, no entanto, depararam-se com outra pessoa, passando a atirar contra a vítima. “Era a pessoa errada”, afirmam os policiais civis.

A Polícia Civil de Canela, que trabalhou na investigação desde o início da noite de terça, considera os fatos parcialmente esclarecidos, já tendo identificado cinco suspeitos do crime. O Delegado Vladimir Medeiros, titular da Delegacia de Polícia de Canela e responsável pelas investigações, referiu que a equipe de policiais atuou durante a noite do crime e madrugada, seguindo os trabalhos pela manhã desta quarta-feira (18).

A autoridade policial destacou que os detalhes do fato estão sendo apurados, mas que confia na capacidade de trabalho de sua equipe, que tem índices de esclarecimento maiores do que 94% no homicídios da cidade, razão pela qual afirma que os autores serão identificados e responderão pelo crime. 

As investigações policiais seguem para que os fatos sejam apurados integralmente.

A Polícia Civil de Canela não revelou outros detalhes da investigação policial para não prejudicar a apuração integral dos fatos.