Início Polícia Criminoso que morreu em Gramado tem condenação por morte de policial e...

Criminoso que morreu em Gramado tem condenação por morte de policial e troca de tiros em São Chico no histórico

Continua depois da publicidade

Roberto Filipiak de Souza (foto), que estava internado desde a noite de domingo (03) no Hospital de Gramado após ter trocado tiros com policiais civis, veio a óbito na noite desta segunda-feira (04). O criminoso, que tinha 42 anos, tentou matar dois Delegados de Polícia e um agente policial no dia anterior.

Na entrevista coletiva de segunda (4), o delegado regional Heliomar Franco disse que o bando era perigoso e especializado em assaltos, o que se confirma por algumas passagens de Souza em outras ocorrências.

O criminoso residia em Sapiranga é acusado de liderar a quadrilha, em conjunto com seu irmão, que segue foragido. Ambos mantém uma oficina mecânica na cidade.

Assalto em São Chico

Souza fez parte da quadrilha que assaltou o Banrisul em São Francisco de Paula, em 02 de dezembro de 2006. Na ocasião, eles estavam armados com fuzil, pistolas e espingarda calibre 12. Efetuaram vários disparos contra uma viatura, atingindo dois policiais civis que estavam de reforço na cidade. Na fuga, o bando usou dois vigias e uma jovem como escudos. O grupo fugiu em uma caminhonete. Uma viatura iniciou perseguição, mas teve os pneus furados por miguelitos.

Morte em Passo Fundo

Souza já tinha condenação por participação na morte do policial rodoviário federal Zilmar José Mattes, 31 anos, em setembro de 2002, na cidade de Passo Fundo. Ele, com dois comparsas estavam em posto de gasolina próximo ao município de Tio Hugo, quando policiais rodoviários abordaram o Golf tripulado pelo grupo. Quando os policiais tentaram revistá-los, o comparsa sacou um revólver e efetuou vários disparos. Um dos tiros acertou Mattes, que morreu cinco dias depois, no hospital.

Roberto Filipiak de Souza foi condenado a 16 anos de prisão em primeira instância.