Início Canela Canela – População do Interior recebe máscaras

Canela – População do Interior recebe máscaras

A partir da esquerda, Verônica, Ana Carolina, Weldemir de Abreu, da Secretaria de Obras e Agricultura, e VIlmar Santos
Continua depois da publicidade

Uma parceria da Secretaria Municipal de Saúde com a Secretaria Municipal de Obras e Agricultura, a Emater e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Canela fará com que máscaras laváveis, nos tamanhos adulto e infantil, cheguem às regiões do Interior. A primeira leva de materiais foi entregue na manhã desta segunda-feira (25) a Ana Carolina Benetti, presidente do sindicato, e a Pedro de Deus e Verônica Paludo, da Emater, que as levarão às comunidades: Canastra Alta e Baixa, Linha São Paulo, Recanto da Esperança e Monjolo; linhas Chapadão, São João e Passo do Louro; Morro Calçado, Bugres, Tubiana, Amoreiras, Banhado Grande, Esteinho e Caracol. Nesta primeira leva, serão 170 máscaras, mas mais estarão disponíveis caso seja preciso.

“A distribuição de máscaras é muito importante e amplamente apoiada pela comunidade, tanto é que moveu essas entidades a serem parceiras nessa ação na zona rural”, avalia o secretário de municipal de Saúde Vilmar Santos, que ressalta a aquisição de 45 mil máscaras, no total, para distribuição pelo município.

Conforme Ana Carolina Benetti, famílias do Interior também auxiliaram na confecção de mais de 300 máscaras que foram distribuídas gratuitamente. “Além de o pessoal não precisar comprar, é uma forma de retribuir essas famílias”, entende.

Na semana passada, as equipes da Saúde concluíram a entrega de máscaras na zona urbana, cujo trabalho teve início em áreas mais vulneráveis. Foram beneficiadas pessoas dos bairros e de parte da área central.

Os acessórios, considerados essenciais entre as medidas protetivas contra o contágio pelo novo coronavírus, foram adquiridos de duas empresas sediadas na cidade. Uma produziu 20 mil, enquanto a outra, 25 mil.

Para o prefeito Constantino Orsolin, as pessoas devem tomar consciência de fazer o seu papel. “O poder público faz a sua parte, tem disponibilizado mais recursos para esse enfrentamento, mas é preciso que o uso de máscara seja permanente, em qualquer local”, diz ele. 

Foto: Wesley Matos