Início Polícia Pelotão de Operações Especiais passa a chamar Força Tática

Pelotão de Operações Especiais passa a chamar Força Tática

Continua depois da publicidade

Neste mês de maio, o Pelotão de Operações Especiais (POE), do 1º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (1º BPAT), passou a ser denominado Força Tática (FT).

A mudança ocorre devido uma questão institucional, que vem junto a adequação que começou com a nomenclatura dos Batalhões de Choque (BPChoq), anteriormente conhecidas como Batalhão de Operações Especiais (BOE).

Seguindo uma nova diretriz da Brigada Militar que alterou algumas finalidades centrais do Pelotão de Operações Especiais (POE) e também, mudou sua nomenclatura. A partir de agora, o termo POE não será mais adotado, passando o grupo de policiais que possuem treinamento específico nominado como Força Tática.

O Pelotão de Força Tática tem por finalidade a realização da atividade de patrulhamento tático motorizado, tendo a sua atuação voltada à execução do primeiro esforço de recobrimento tático na área de abrangência do batalhão, atuando em ações de controle de distúrbios e gestão de multidões de menor vulto e complexidade.

O Major Márcio Borba Fernandes, subcomandante do 1º BPAT, ressalta a importância da FT e da mudança da nomenclatura: “A alteração acompanha a mais recente doutrina de patrulhamento tático motorizado, com vistas à padronização de conceitos no âmbito da instituição, sem, contudo, retirar da tropa o objetivo principal, qual seja a repressão criminal qualificada, com foco no tráfico de drogas, apreensão de armas de fogo e recaptura de foragidos do sistema penal”.