Início 360 Graus Não há outra saída que não seja o retorno gradual das atividades

Não há outra saída que não seja o retorno gradual das atividades

Continua depois da publicidade

Antes de mais nada, é necessário dizer que este título não é um incentivo para que você não use máscara, promova aglomerações ou não faça distanciamento, sem falar que deve continuar lavando as mãos e utilizando álcool gel. Há, ainda, que se dizer que estes procedimentos acima tem um nome: profilaxia! Sim, você está fazendo profilaxia, tomando os cuidados acima.

Agora, vamos ao assunto em si!

Chega ser engraçado como algumas pessoas, principalmente alguns “formadores de opinião” reagem a cada notícia que sinaliza para uma volta da normalidade. Parece que querem “#fiqueemcasa”, eternamente.

Mas, lamento, não há outra saída que não seja o retorno gradual das atividades. Não há outro caminho, senão, a busca incessante pela volta ao normal.

Existem diversas pessoas torcendo para que tudo dê errado, para que possam culpar o presidente, o prefeito, ou algum dessabor. Há, em algumas pessoas, que já não se encaixavam no normal, que querem a perpetuação deste novo normal.

Aviso: não vai acontecer.

O próprio governo do Estado inicia uma fase de abrandamento em seus protocolos, indicando que precisamos retornar à vida normal. Sim, porque há uma vida normal.

Esta vida normal inclui trabalhar, volta às aulas, sair à rua, abraçar um amigo.

Nossa sociedade está doente, mas a doença está na cabeça das pessoas, não embarcada em vírus de origem duvidosa.

É preciso ter respeito à vida, mas é preciso também respeitar as necessidades e as liberdades individuais.

Sem aplauso aos incompetentes

Por mais que o Governador Eduardo Leite se mantenha ao alto do pedestal, que ele acredita que está, sobre um falso pretexto de ciência, colocando a culpa do aumento de casos na população, ele sabe que precisa flexibilizar. As medidas dos últimos dias nos mostram isso.

Hoje, muita gente festeja os governantes, enquanto culpa a sociedade pelo aumento de casos e de mortos. Alguns dizem que o povo não tem disciplina, não obedeceram aos gurus iluminados, por essa razão os casos aumentam. Papo furado, politicagem.

Você deve usar máscara e cobrar de quem não usa, mas a realidade é que o vírus está entre nós como jamais esteve.

Ao final disto tudo, a solução para a doença vai chegar, seja em forma de remédio, seja em forma de vacina. Os governos iluminados estarão lá, esperando e querendo colher os louros políticos.

Nós, povo, teremos de encarar a situação e teremos que reconstruir nossos empregos, nossos negócios e voltar a pagar impostos para manter esta pesada máquina estatal.

A solução virá de nós, não dos políticos. Parem de aplaudir os políticos!

Vamos agradecer

Por fim, a diminuição de casos e da ocupação dos leitos de UTI é uma boa notícia, é uma pequena vitória que nos indica que vamos seguir em frente, com perdas, com sequelas, mas vamos em frente.

O gráfico abaixo é da UTI do Hospital Arcanjo São Miguel em Gramado, mostrando uma baixa significativa nos casos. Assim acontece com diversas regiões. Por isso estamos em bandeira laranja.

Vamos agradecer e vamos nos mobilizar. Vamos vencer a batalha e a guerra. Não é hora de desespero, não é hora de lockdown.
Não acredite em quem nunca gerou emprego e renda na vida e quer agora te apavorar. Nós vamos sair desta. Aliás, já estamos saindo!
Vamos agradecer… e trabalhar!