Início Canela Canela e Gramado voltam à bandeira vermelha

Canela e Gramado voltam à bandeira vermelha

Continua depois da publicidade

A partir desta semana, as associações regionais terão duas alternativas caso não concordem com a classificação preliminar. 

O Governo do Estado divulgou, no início da noite desta terça (14), o mapa do Distanciamento Controlado para próxima semana e a macrorregião da Serra, da qual fazer parte Canela e Gramado, voltam à bandeira vermelha.

RECEBA AS NOTÍCIAS DO PORTAL DA FOLHA GRATUITAMENTE NO SEU WHATSAPP!

O mapa preliminar da 15ª rodada do Distanciamento Controlado, divulgado nesta sexta-feira (14/8), traz 16 regiões classificadas com alto risco epidemiológico de Covid-19, recebendo bandeira vermelha. As outras cinco regiões ficaram com risco médio (bandeira laranja). As bandeiras definitivas serão divulgadas na segunda-feira (17/8).

Comércio e restaurantes podem abrir na bandeira vermelha. Veja como

A partir desta semana, as associações regionais terão duas alternativas caso não concordem com a classificação preliminar. Além dos pedidos de reconsideração, em vigor desde a sétima rodada, as regiões Covid que quiserem adotar protocolos menos restritivos à bandeira na qual estão classificados, mas no mínimo iguais à bandeira anterior poderão elaborar planos estruturados próprios aprovados por no mínimo dois terços dos prefeitos e avalizados por uma equipe técnica.

Além disso, os documentos devem ser encaminhados para o Gabinete de Crise exclusivamente via formulário eletrônico, com no mínimo 48 horas de antecedência do início da vigência de seu plano, no endereço https://bit.ly/formulariocogestao.

O pedido de reconsideração à classificação da bandeira, que pode ser feito via associação regional ou pelo próprio município, também deverá ser encaminhado exclusivamente por meio de formulário eletrônico, no site https://forms.gle/qR6qg7TjGhBXvqiq5, no prazo máximo de 36 horas após a divulgação do mapa preliminar – ou seja, até as 6h de domingo (16/8).

Ambas as alternativas foram resultado do diálogo do governo do Estado com os municípios, que passam a ter cogestão do Distanciamento Controlado. “Estamos buscando ajustar o modelo a um novo momento, para melhor conciliar com a atividade econômica garantindo a proteção à saúde das pessoas”, explicou o governador Eduardo Leite na segunda-feira (10/8).

A adoção de protocolos alternativos não mudará as cores do mapa definitivo, que será divulgado após análise dos recursos pelo Gabinete de Crise, na tarde de segunda-feira (17/8). A vigência das bandeiras da 15ª rodada começa à 0h de terça-feira (18/8) e se encerra às 23h59 de segunda-feira (24/8).

• Clique para a nota técnica com a justificativa da classificação das regiões.

Municípios podem adotar bandeira laranja

Conforme o mapa preliminar da 15ª rodada, 397 municípios (do total de 497) estão classificados em bandeira vermelha, somando 9.679.669 habitantes, ou seja, 85,4% da população gaúcha (total de 11.329.605 habitantes).

Desses, 166 municípios (890.365 habitantes, 7,9% do RS) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

• Clique aqui e acesse a lista dos municípios que se enquadram na Regra 0-0.

RESUMO DA 15ª RODADA

Regiões que apresentam piora:
LARANJA > VERMELHO
• Uruguaiana
• Guaíba
• Santo Ângelo
• Cruz Alta
• Ijuí
• Santa Rosa
• Caxias do Sul

Regiões que permanecem iguais:
VERMELHA
• Capão da Canoa
• Taquara
• Novo Hamburgo
• Canoas
• Porto Alegre
• Palmeira das Missões
• Erechim
• Passo Fundo
• Pelotas

LARANJA
• Santa Maria
• Lajeado
• Santa Cruz do Sul
• Cachoeira do Sul

Números da rodada:
• número de novos registros de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) de confirmados Covid-19 reduziu 12% entre as duas últimas semanas (1.278 para 1.126);
• número de internados em UTI por SRAG aumentou 7% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (897 para 958);
• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS reduziu 1% entre as duas últimas quintas-feiras (975 para 964);
• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 3% entre as duas últimas quintas-feiras (702 para 723);
• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu 7% entre as duas últimas quintas-feiras (de 608 para 567);
• número de casos ativos ficou estável entre as duas últimas semanas (de 7.454 para 7.469);
• número de óbitos por Covid-19 reduziu 13% entre as duas últimas quintas-feiras (de 406 para 353).

As regiões com maior número de novos registros de hospitalizações nos últimos sete dias, por local de residência do paciente, são Porto Alegre (333), Caxias do Sul (159), Canoas (114), Novo Hamburgo (59) e Passo Fundo (81).

Comparativo da situação de 16 de julho a 13 de agosto:
• número de novos registros de hospitalizações confirmados de Covid-19 aumentou 31,7% no período (855 para 1.126);
• número de internados em UTI por SRAG aumentou 27,1% no Estado no período (754 para 958);
• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 13% no período (853 para 964);
• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 26,4% no período (572 para 723);
• número de casos ativos aumentou 31% no período (de 5.700 para 7.469);
• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS aumentou 3,7% no período (de 547 para 567)
• número de óbitos por Covid-19 acumulados em sete dias aumentou 30% no período (de 271 para 353).

• Clique aqui e acesse o levantamento completo da 15ª rodada do Distanciamento Controlado.